Ruído

by João Abreu

Porque é que choras? Porque é que gritas? Porque é que sofres? Porque é que finges? Porque é que esqueces? Porque é que foges? Porque é que não te mexes? Porque é que olhas? Porque é que pensas? Porque é que acreditas? Porque é que tentas? Porque é que sonhas? Porque é que pintas? Porque é que sujas? Porque é que escreves? Porque é que divagas? Porque é que falas? Porque é que fartas? Porque é que destróis? Porque é que cais?  Porque é que ardes? Porque é que queimas? Porque é que não sangras? Porque é que não partes? Porque é que te controlas? Porque é que não enlouqueces? Porque é que mentes? Porque é que te esforças? Porque é que te matas? Porque é que não morres? Porque é que não atiras? Porque é que não cortas? Porque é que fechas? Porque é que não abres? Porque é que não desistes? Porque é que já o fizeste? Porque é que continuas a pensar? Porque é que esperas? Porque é que não vês? Porque é que escondes? Porque é que vives? Porque é que sentes? Porque é que amas? Porque é que suspiras? Porque é que te lembras? Porque é que ouves? Porque é que não largas? Porque é que não acabas? Porque é que não avanças? Porque é que não queres avançar? Porque é que vês o que não existe? Porque é que imaginas o que não pode existir? Porque é que não páras? Porque é que não encontras a verdade? Porque é que procuras a mentira? Porque é que te imobiliza a vontade? Porque é que te trava a saudade? Porque é que não consegues dormir? Porque é que não consegues desligar? Porque é que te consome o ruído? Porque é que desapareces na ilusão? Porque é que és?

Porque é que não consegues não ser?

Advertisements